segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Bailarinas

Bailarinas são humanas. Dançam como seres mágicos que parecem flutuar. Mas tudo vem com muito esforço e ensaio.
As pontas dos pés, que parecem pisar em nuvens, sentem dor, são machucadas e calejadas.
Seu rosto angelical é desmontado ao apagar das luzes...
Como é lindo ver uma bailarina esbanjando alegria... Não é só encenação, no sorriso está a felicidade do dever cumprido.
Subir num palco é sempre um momento único, indescritível!
Dançar é um dom e também uma prova de dedicação e amor.
É preciso gostar muito do que se faz para renunciar momentos de descanso e diversão para dançar, para ficar horas diárias ensaiando, fazendo aulas, gastando energia, sentindo dor...
Sim, a dor é inevitável. Joelhos, tornozelos, costas, pés. Chega um ponto que o corpo cansa.
Sim, cansamos e sentimos dores... nos coques há cabelo, nas sapatilhas pés, com calos e bolhas. Sentimos fome, bebemos água, andamos também (além de dançar)!
Amamos a dança, é o que tem de melhor para nós, mas temos também uma vida: Família, amigos, problemas e outros motivos para sorrir...
Sim, caros amigos, bailarinas são humanas; dormem, comem, brincam, choram, riem e ainda conseguem dançar!!!

2 comentários:

Marcos do Tempo disse...

E ainda voam, transformam música em gestos e dançam na ponta dos dedos...
"Tendo a lua aquela gravidade aonde o homem flutua, merecia a visita, não de militares, mas de bailarinos, e de você e eu"

Tainá Nascimento. disse...

é impossivel ser bailarina apenas algumas horas do dia.